3 dicas para falar de não-violência com as crianças

Na prática do yoga, aprendemos que os Yamas e Nyamas são princípios éticos que desenvolvem a saúde mental. Nesse sentido, é muito importante que as crianças aprendam a observar e praticar na vida valores e virtudes que desenvolvam a generosidade e o respeito por si e por todos os seres.

Ahimsa, princípio tão importante e que deve ser cultivado e estimulado nas crianças, é um dos Yamas e significa não-violência. Preparamos três dicas para falar de Ahimsa com as crianças. Confira:


1. Praticar yoga: Respeitar os limites do corpo é uma forma de praticar a não violência conosco. Então, quando estiver fazendo alguma postura desafiadora observe, respire e faça o ajuste sem forçar o corpo.

2. Diálogo: Certa vez que o Dalai Lama esteve no Brasil, uma criança perguntou-lhe: “O senhor fica bravo?” e ele respondeu, “É claro que fico bravo!”. O problema não é ficar bravo ou chateado, é o que fazemos nesses momentos. Por isso, o indicado é observar, respirar e com as emoções mais serenas dialogar com a situação e apender com ela.

3. Círculo de não-violência: Uma pessoa que representa muito bem Ahimsa é Mahatma Gandhi que dedicou sua vida à não-violência e a verdade. Desta forma, conseguiu reunir um grupo enorme e assim conseguiu a independência da Índia frente aos ingleses. Sem usar armas ou mesmo praticar qualquer ação violenta.

Praticar Ahimsa é ir se tornando não violento, respeitando a si mesmo e a todos os seres, em pensamentos e principalmente ações. “Quanto mais desenvolvermos Ahimsa em nós mesmos, mais ela se tornará contagiosa, até apoderar-se de nosso círculo e, em seguida, pouco a pouco, do mundo inteiro", Gandhi.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo